terça-feira, 7 de julho de 2009

O Falcão Peregrino, uma máquina voadora.

O Falcão Peregrino, em nosso país, aparece apenas no verão entre Novembro e Abril, vindo da América do Norte, fugindo do inverno boreal. É visto pousado sobre prédios altos, de onde lança-se em vôo para capturar aves, sua principal presa, entre elas o pombo doméstico. Também gosta de morcegos. Voltam todo ano para os mesmos pontos sendo bem fiel ao local. Na sua viagem migratória, alguns chegam a percorrer 22 mil km. É o mais rápido dos seres vivos atingindo quase 300 km/h, é certamente uma das mais espetaculares e admiradas aves da fauna mundial. É uma ave de médio porte com grandes olhos negros. Trata-se de uma espécie ornitófaga, isto é, alimenta-se quase exclusivamente de aves. Mas apesar de ser um especialista, a sua ação predatória pode incidir sobre um número notavelmente alargado de presas.
Estão documentadas capturas de espécies tão pequenas como chapins ou tão grandes como gansos, e mesmo de outras rapinas como corujas e gaviões.
Em seu vôo picado, a violência do impacto é de tal ordem, que muitas das aves deste modo abatidas apresentam geralmente asas partidas, contusões múltiplas, ou cortes profundos e mais ou menos extensos infligidos pelas garras do falcão em pontos vitais. São mesmo conhecidos casos em que a infeliz presa é decapitada em vôo, o que diz bem do poder deste excepcional predador, o falcão peregrino.
Como existe várias subespécies pelo mundo, seu tamanho varia de 38 a 53 cm de comprimento, com uma envergadura de asas de 89-119 cm e peso de 0,6-1,5 kg. As fêmeas são maiores que os machos sendo esse o principal dimorfismo sexual. Na época de reprodução, uma vez por ano, põe três ou quatro ovos num penhasco, diretamente sobre o solo, sem fazer ninho. Os ovos são incubados pelo casal de pais ao longo de cerca de um mês. Graças à sua eficiência como predador, é uma ave nobre, sendo uma das preferidas na arte da falcoaria.

Este assunto foi sugerido por meu amigo Ângelo.

2 comentários:

Fabrício disse...

Já foram registradas velocidades maiores do que 300 km/h durante o "mergulho aéreo" do falcão peregrino. Simplesmente fantástico!:)

[ ]´s

barrento disse...

pois é, fantástico! A falta de vergonha de usarem fotos sem pedir autorização ao autor!
Assina: Eduardo Barrento
http://barrento.com